3 tendências do mercado de provedores de internet para 2021

mercado de provedores de internet no Brasil segue sendo um dos mais competitivos do mundo, especialmente pela entrada dos provedores regionais.

As grandes operadoras de internet, em função do cenário econômico difícil dos últimos anos, reduziram ainda mais os seus investimentos, principalmente na expansão para o interior dos estados e para regiões de difícil acesso.

O custo Brasil ainda é alto, em especial para instalar bases e equipes de atendimento técnico nas localidades. As provedoras de internet locais ocuparam esse espaço com um investimento menor e um serviço localizado e mais eficiente.

A pandemia em 2020 foi determinante para o crescimento da procura por acesso à internet para o isolamento e o home office compulsório de milhões de brasileiros – e que se tornou permanente para grande parte deles.

O aumento da disponibilidade de rede provocado pelos provedores regionais – com qualidade, é bom destacar – ajudou a popularizar os serviços de streaming. É uma forma personalizada e com um preço mais justo para acessar conteúdos variados.

Mas para um cenário que se mostra tão positivo para os pequenos negócios de internet, quais são as tendências e desafios que virão?

Vamos falar de assuntos que estarão presentes no dia a dia desse negócio, exigindo atenção e gerando oportunidades!

O impressionante crescimento do mercado de ISP regionais em 2020

mercado de ISP regionais está em constante crescimento há alguns anos. Isso se deve ao aumento natural da procura por acessos à medida que todas as empresas começam a usar a internet para fazer negócios.

Porém, com a pandemia, o crescimento foi impressionante: de março a setembro de 2020, o número de clientes de banda larga dos provedores locais cresceu 43%.

Um fato chama a atenção para o potencial de crescimento das empresas regionais de internet; enquanto as grandes operadoras tiveram um aumento de 74% no número de acessos velozes, os acessos à internet em operadoras locais aumentaram 360%!

Houve um aumento também de qualidade, com a fibra ótica em 90% dos ISP locais.

Com a prosperidade, vêm os desafios. Afinal, a concorrência só aumentará em um mercado tão promissor. Vamos falar do que vai mover o mercado ISP em 2021.

1 – Mercado de provedores regionais 2021: maior competição com as grandes operadoras

Como abordamos antes, o surgimento e crescimento do segmento de ISP locais se deveu, em grande parte, à decisão das grandes operadoras de internet de não investir em regiões afastados das áreas populosas, áreas rurais ou de difícil acesso.

Porém, o cenário está mudando para elas; estão em uma guerra por mercado cada vez mais agressiva nas suas áreas atuais e precisam expandir para ganhar clientes e faturamento.

A competição entre grandes e pequenas operadoras de internet vai se intensificar em 2021.

Quais os deveres de casa dos provedores regionais?

  • Conhecer os clientes e o público-alvo com mais profundidade;
  • Estudar as inovações que os clientes querem usar, como os streaming de conteúdo;
  • Oferecer produtos mais atuais e alinhados com os que os clientes desejam.

Dessa forma, será possível fidelizar os clientes atuais e conquistar outros, aproveitando a reputação existente na região.

2 – Mercado de provedores regionais 2021: crescimento de clientes das classes D e E

O mundo está se tornando mais digital em todas as direções: nos negócios, na dinâmica dos relacionamentos e no consumo de informação, cultura e entretenimento.

Esse movimento derrubou as barreiras para as classes mais populares; celulares, smartphones e TVs inteligentes com preços acessíveis estão motivando a procura das pessoas por planos de internet.

Quais os deveres de casa dos provedores regionais?

  • Olhar com atenção para este público, entendendo suas condições e hábitos;
  • Oferecer planos acessíveis e com qualidade, incluindo a oferta de streaming de vídeo e de áudio neles ou avulso;

Todos querem consumir. O desafio é entregar planos com um preço e uma qualidade que caibam no orçamento a ajudem a fidelizar.

3 – Mercado de provedores regionais 2021: os serviços de streaming vão crescer

O mercado de serviços de streaming continua em velocidade alta de crescimento e não deve estabilizar tão cedo, pois ainda é um produto recente para os brasileiros.

Para termos uma ideia do potencial que esse produto tem pela frente, uma pesquisa da consultoria em negócios Sherlock Communications em seis países da América Latina, incluindo o Brasil, no final de 2020, mostra que:

  • 92% das pessoas assinam um serviço de streaming desde 2019;
  • 70% incluíram um serviço em 2020;
  • 37% no Brasil assinaram um serviço pelo conteúdo exclusivo da plataforma.

A pandemia intensificou a procura por plataformas de streaming e não somente para entretenimento: as pessoas buscam conteúdos educacionais, de cultura e saúde e também de informação.

O grande sucesso do streaming de conteúdo se deve à liberdade que o usuário tem: ele pode contratar a plataforma com o assunto desejado e assistir como e quando quiser. Se no começo, as plataformas eram de filmes e programas, hoje há para todos os gostos e objetivos.

Ou seja, não há limites para quem quiser entregar conteúdo de qualidade para seus clientes.

Quais os deveres de casa dos provedores regionais?

  • Estudar profundamente o perfil do seu público-alvo;
  • Buscar parcerias com integradoras de conteúdo como a PLAYHUB, que possui licenças de uso de diversas produtoras de renome;
  • Incluir os serviços de streaming como adicional em planos existentes e novos;
  • Oferecer para inclusão a critério dos clientes ou a venda avulsa.

serviço de streaming veio para ficar e conquistar o espaço dos clientes insatisfeitos com o excesso de canais (e os preços) em planos de TV fechada.

É fundamental que os provedores locais estejam atentos a essa mudança, pois ela vai agregar muita competitividade para seus produtos!

Mercado de provedores regionais 2021: os principais desafios em casa

mercado de internet para provedores locais está em franco crescimento, mas também existem desafios que serão enfrentados. Veja alguns deles.

Aumentar o ticket médio

A competição agressiva normalmente leva as empresas a oferecer descontos e preços especiais e isso impacta na venda média a cada mês.

No horizonte de um ano, existe uma perda grande de lucro. Veja o que reservamos de dicas para evitar a queda do ticket médio.

Manter a excelência no atendimento

O atendimento também é um fator de escolha de um provedor de internet e as pessoas querem que essa relação seja ágil, interessada e personalizada. Algumas dicas são:

  • Investir em automação (whatsapp business, chatbot em site e redes sociais) para atender os assuntos rotineiros;
  • O atendimento humano fica reservado para as vendas e suporte;
  • Ter atenção com a velocidade de atendimento, deve ser satisfatória.

Investir em capacidade e infraestrutura

Com os olhares dos grandes provedores para as regiões onde não atuam, é necessário investir em capacidade e infraestrutura de rede para suportar novos clientes na disputa pelos espaços.

Durante a pandemia, foi registrado um tráfego de 11 terabits/segundo.

É um consumo impensável até então, mas a tendência é que a demanda por internet só cresça e crie picos de consumo sempre altos. As vulnerabilidades podem aparecer e criar problemas como reclamações e cancelamentos de planos.

É fundamental monitorar de perto a performance do provedor para acusar a hora de atualizar e ampliar a rede e atender com qualidade, conquistar clientes e faturar cada vez mais!

Gostou desse artigo? Acompanhe o Blog da Playhub, onde sempre teremos conteúdos importantes para nossas parcerias com provedores de internet regionais.

O seu provedor de internet está preparado para um grande salto de crescimento?

Quer entregar mais produtos com qualidade e lucrar mais?

Então é hora de conhecer a proposta PLAYHUB de negócios com streaming de conteúdo!

Fale conosco através de nosso telefone, whatsapp, ou deixe seus dados para entrarmos em contato.

Nosso e-mail: contato@playhub.com.br.